segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Duas Mil e Nove Maneiras de Ser Feliz - Parte II


A Bagunça é Inimiga da Prosperidade

Parte II (Última)

4. Fugir do presente - As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: "Bons tempos aqueles!", costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.
São Jorge e o Dragão - Rafael Sanzio

5. Falta de perdão - Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para a frente. Quanto mais perdoarmos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar aos outros e a si mesmo, fica energeticamente obeso, carregando fardos pesados.

6. Mentira pessoal - Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos.

7. Viver a vida do outro - Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade.
Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas, e interferindo mais do que o recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio neste caso é a frustração.

8. Bagunça e projetos inacabados - A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, documentos, enfim, fazer uma faxina no que está sujo. À medida que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro escape de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe "diz" inconscientemente: "Você não me terminou! Você não me concluiu". Isso consome muita energia, acredite!
Ou você conclui a tarefa ou livre-se dela e assuma que não vai terminá-la. O importante é tomar uma atitude.

9. Afastamento da natureza - A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno (o corretor de seguro saúde, então, nem se fala!) que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.

10. Divulgue essas dicas para o maior número de pessoas possível e mentalize que, quando você propaga o bem, tudo de bom funcionará a seu favor.

Será que você consegue?

Experimente!

Escolha 2009 para mudar a sua atitude!

Montado na esperança, na fé, e na obstinação, vença o seu maior inimigo: o dragão do medo, da preguiça, do pessimismo, da fofoca, da perda de tempo.

Os clientes, as vendas, o dinheiro, a saúde, e a prosperidade enfim, lhes serão dados por acréscimo!

***

Um comentário:

Renato do Valle disse...

Muito bom começar o ano com um texto como este.
Parabésn para vocês.
Adorei!